Finanças

Salário Mínimo 2023: Valor revelado fica abaixo da expectativa

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O valor do salário mínimo sofre uma correção anual. Essa correção está sendo enfatizada atualmente pela nova administração do recém-eleito presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O que chama a atenção sobre o reajuste do salário mínimo para o ano que vem em relação a este ano é a promessa pré-eleitoral do presidente eleito, que afirmou que o salário mínimo nacional será reajustado com reajuste real para os trabalhadores.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Acontece que nos últimos anos, o governo do presidente Jair Bolsonaro considerou apenas a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) como correção do salário mínimo.

Como o salário mínimo levou em conta apenas o avanço da inflação no ano anterior, seu reajuste foi apenas compensatório, para que os brasileiros não percam poder de compra, mas sem ganho real para os trabalhadores.

Novos valores do salário mínimo

O novo governo do presidente do PT ainda não definiu qual será o novo valor do parquete nacional em 2023 ou qual será a regra de cálculo para aplicação desse reajuste.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No entanto, a expectativa do próximo governo é que o mínimo nacional chegue a R$ 1.320 no próximo ano, garantindo um aumento de R$ 108 em relação ao mínimo nacional deste ano.

O reajuste esperado pela nova liderança de Lula é R$ 18 a mais do que o previsto pela liderança do presidente Bolsonaro, que enviou a proposta de orçamento para 2023, prevendo que o valor suba para R$ 1.302 a partir de janeiro.

Vale lembrar que a expectativa de um novo salário mínimo próximo a R$ 1.320 veio após a declaração do recém-eleito senador Wellington Dias (PT-PI), que disse que o reajuste médio de 1,4% acima dos R$ 1.320 previstos no o projeto orçamentário seria possível a partir de 2023.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Redefinir com aumento real

Entre 2010 e 2019, o reajuste do salário mínimo foi regido por parâmetros que permitiram que milhões de brasileiros tivessem lucro real.

A fórmula antiga permitia que o salário mínimo fosse ajustado pela inflação do ano anterior mais as flutuações do produto interno bruto (PIB) dos dois anos anteriores.

Essa regra permitia o crescimento econômico e um lucro mínimo que poderia superar a inflação, porém a regra acabou sendo alterada no reajuste do salário mínimo de 2020, que passou a considerar apenas o INPC como regra vigente para o cálculo do piso nacional.

Fonte: Jornal Contabil

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia também:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Vinicius Mendes

Programador no SPC Brasil - Orgão de Proteção do Crédito. Escreve sobre finanças e cartão de crédito.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo